Recrutamento & Seleção Headhunter

Anywhere Office e Seus Desafios

Quer trabalhar de qualquer lugar, o anywhere office?

Trabalhar de qualquer lugar, o anywhere office, já era uma realidade para poucos privilegiados, e parecia uma realidade bem remota para muitos. Até mesmo o home office ainda era visto como um tabu em muitas empresas.

A pandemia de covid-19 forçaram as empresas, a rapidamente implementarem ações para que a prática fosse adotada, diante a necessidade de distanciamento social para não disseminação do vírus e muitas continuarão a adotar esta pratica mesmo pós-pandemia.

Pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA) realizada em abril de 2020, ainda no início das restrições em função da covid-19, 34% das empresas pretendem continuar com o trabalho remoto, para 25% do quadro de colaboradores. 50% das empresas afirmam que a experiência com o home office superaram as expectativas e  44% afirmam que o resultados dos trabalhos mantiveram dentro do esperado. Pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), relevam que 80% dos gestores das empresas brasileiras aprovam o regime de teletrabalho.

Esta nova modalidade de trabalho, não importa onde as pessoas estejam, o local em si passa a ser uma questão secundária, o profissional precisa de uma boa conexão de internet e energia elétrica, e um espaço físico onde possa desempenhar suas atividades de forma produtiva.

Embora pareça simples há desafios para este “novo normal”, afinal nem toda casa tem uma estrutura adequada para o home office: Vizinhança barulhenta, Cachorro latindo, criançada chorando, conexão de internet instável, mesa ou cadeira inadequada e a dupla jornada de muitos pais, que com as escolas fechadas, se viram obrigados a se dividirem na condução das atividades educacionais dos filhos mais novos, que tem dificuldade em ficar na frente da telinha de estudo.

Vale destacar que apesar de se ter inúmeros benefícios o trabalho remoto, em alguns casos um sentimento de solidão por estar fisicamente distante dos colegas de trabalho, a interação on line apesar de existir não substitui os encontros presencias, a falta de contato físico e interação podem impactar negativamente na saúde emocional de colaboradores.

Outro desafio da modalidade, esta na gestão de equipes, pois o anywhere office supõe-se trabalhar de qualquer lugar e a qualquer hora (anytime work). O fato do colaborador não estar on line, não subtende-se que ele não esta entregando seus resultados, cobra-se a produtividade.

A área de Recursos Humanos e Gestores de empresas tem se adaptado a nova rotina, conduzindo melhor comunicação com o time, alinhamento das expectativas, monitoramento dos prazos e objetivos. Desenvolver a confiança entre os times e gestores se faz necessário, criando-se um relacionamento com maior transparência e respeito que, inconscientemente, gera uma maior satisfação e fidelidade com a empresa. Outra preocupação está na segurança das informações que com a adoção do trabalho remoto, criam-se alertar quanto ao risco de vazamento de dados.

Vale lembrar que nem todos os colaboradores se adaptam e gostam do trabalho 100% remoto. Pensando nesta parcela de colaboradores, muitas empresas já pensam na adoção de políticas flexíveis de tipos de jornadas. Híbridas: trabalho de 1 a 2 vezes por semana de casa. Modulares: trabalho de 1 a 2 meses por ano de casa ou de qualquer lugar. Ou disruptivas:  trabalhando 100% do tempo fora do escritório.

Embora muitas empresas ainda demonstrem receio de perder o controle sobre o time, em adotar o anywhere office, e permitir o anythime work, horário mais flexível, devido o sentimento de insegurança e desconfiança entre empregador e funcionário, as restrições impostas da pandemia da covid-19 tem ajudado neste processo de mudança cultural que veio para ficar.

Recrutamento & Seleção Headhunter

Seu Currículo é Competitivo?

Sabe elaborar um Currículo Competitivo?

Quer aprender a elaborar um currículo competitivo e elevar suas chances de ser chamado para as entrevistas. Preste atenção aos passos essenciais para aplicar e corrigir em seu currículo. Você precisa se destacar entre as centenas de currículos, que assim como você, querem concorrer à vaga.

Informações pessoais:

Informações Pessoais devem se restringir a Nome, idade, estado civil, e-mail, pelo menos 02 telefones de contato, um para recado se possível, cidade e bairro em que reside.

Não insira CPF, RG, nome dos pais, essas informações serão coletadas em uma fase mais avançada.

Já neste primeiro tópico, alertamos para se ter um e-mail mais adequado, evitando e-mails com Nicks com adjetivos, apelidos ou personagens de filmes, sendo este o seu caso vale alguns minutinhos para criar uma e-mail mais profissional.

Perfil em redes sociais como facebook, devem ser evitados, mas linkedin é interessante inserir se tiver. E se não tiver já fica a dica de após a reestruturação de seu currículo inserir seu perfil no linkedin, que irá lhe ajudar nesta fase de transição de carreira.

Insira qual o seu objetivo:

Qual o seu Objetivo, Cargo, Função ou área que deseja ocupar. Caso esteja respondendo a uma oportunidade, insira como objetivo, o cargo que estará concorrendo.

Resumo de qualificações:

Faça uma síntese de sua experiência, listando suas principais responsabilidades, funções e qualificações. Inicie sempre com verbo de ação em primeira pessoa, se foi o ator principal daquela atribuição e/ou resultados.

Formação educacional:

No Campo Formação Educacional, insira em ordem do mais recente para o mais antigo seus cursos de graduação, pós-graduação, MBA, entre outros e o período que concluiu ou será concluído.

Idiomas:

Informe o seu grau de fluência nos idiomas que possui, caso não seja o seu caso, esse item deve ser desconsiderado. Importante não mentir, caso não tenha a fluência exigida, fatalmente lhe causará constrangimento desnecessário, pois em alguma etapa ele será checado.

Histórico profissional:

No Histórico Profissional é importante se deverá dedicar maior tempo na elaboração do conteúdo. Faça um levantamento e resgate suas principais realizações em cada uma das empresas em que atuou. Projetos realizados, resultados obtidos, prêmios e promoções recebidas.

Sempre iniciar pela mais recente experiência para a mais antiga. Inclua o nome da empresa que trabalhou ou trabalha ainda, período em que atuou, e caso tenha ocupado outras posições na empresa, discriminar o cargo ocupado e o período em que atuou.

Uma breve descrição da empresa, é interessante informar: indústria multinacional do segmento alimentício.

Para profissionais em posições mais elevadas no organograma informar o porte e faturamento da empresa pode ser relevante. E a parte mais importante é a descrição de suas atividades em cada cargo ocupado, suas principais responsabilidades e resultados alcançados.

Talvez esta seja a parte que muitos negligenciam na hora de estruturar o seu currículo. Quer seja por não terem se preocupados em guardar informações a cerca dos resultados e projetos que tenham conduzidos, e ficaram no esquecimento, ou por não saberem como estruturar estas informações em seu currículo.

Não exagere no conteúdo, se atenha a conteúdo relevantes, para que seu currículo não fique muito extenso, não seja prolixo, objetividade é importante. Tente manter-se em 02 paginas em formato A4, levando em conta que já possui uma experiência mais sênior.

Adote a pratica de enviar seu currículo em formato PDF, se possível. Se estiver buscando seu primeiro emprego informe neste tópico.

Cursos e outras atividades:

Cursos e atividades Extras, desempenhadas fora do contexto empresarial, podem ser inseridas neste tópico. Por exemplo participar de Projetos Sociais, Eventos de Classe, Feiras e congressos relacionada a sua formação.

Caso tenha uma infinidades de cursos realizados, insira apenas os mais importantes para o cargo que desempenha atualmente. Informe o curso, instituição onde realizou e a data

Foto em currículo:

Fotos em Currículo devem ser evitados, somente inclua quando solicitado pelas empresas. Neste caso escolha bem a foto que será colocada, evitando fotos em festas e trajes inapropriados. Caso não tenha uma foto adequada, tire uma foto com aspecto mais natural e simpático, com um fundo neutro e uma iluminação que lhe favoreça.

Recursos gráficos:

Recursos Gráficos devem ser evitados, não enfeite demais com logotipos, bordas, cores diversas, letras em caixa alta e diferentes diagramações, abuse da sobriedade, letras tradicionais como Times New Roman, Arial ou outra que seja de fácil leitura, pois favorecerá a leitura do selecionador. Somente será dado a exceção, se for um designer Gráfico ou atue em posições ligada a arte, onde a criatividade é pré-requisito.

Pretensão Salarial:

Não coloque pretensão salarial, se a informação não for solicitada, pois ela pode assustar ou mesmo causar uma impressão errada

Revise o seu currículo pelo menos 03 vezes, procure por possíveis erros gramaticais, abuse do corretor porém tome cuidado, pois não são infalíveis. Peça ajuda de amigos ou familiares, que tenham o olhar mais crítico, quanto a clareza das informações e revisões ortográficas, pois elas alguns erros podem passar desapercebidas por você.

Lembre-se, embora o tempo que um recrutado leva para analisar um currículo seja de 30 segundos, em média, ele está atento e irá analisar todas as informações mais relevantes neste primeiro filtro, o que lhe favorecerá, se tiver um currículo bem estruturado, com bom layout e qualidade nas informações. A primeira impressão já será positiva e valerá o investimento de tempo e recurso, se for o caso.

Na mira dos Headhunters - Recrutamento & Seleção Headhunter

Na Mira dos Headhunters

Afinal o que é faz um Headhunter?

Importante entender o papel de um headhunter e como ele pode ajudar em seu processo de recolocação. Ainda se confundem o papel de um headhunter, atribuindo a eles a função de buscarem oportunidades de trabalho, podendo contratar o seus serviços.

Este é um conceito equivocado, uma vez que um Headhunter só trabalha para uma empresa e não para Pessoas Físicas. Respondendo a questão inicial, um Headhunter é um caçador de talentos, um especialista em Recrutamento contratado pelas empresas para buscar as melhores “cabeças” para determinada função dentro da Cia. Ou seja o Headhunter tem um  papel ativo e fundamental no processo de recrutamento & seleção.

E como estar na mira dos Headhunters?

Uma trajetória profissional de sucesso é importante dada a competitividade cada vez mais crescente, porém apenas um bom currículo não irá te diferenciar dos demais candidatos.

Sua reputação será colocada a prova nesta fase de recolocação. Sua rede de network profissional, lhe possibilitará ser indicado pelos colegas para as posições em que os Headhunter estejam trabalhando.

Mas como manter o network ativo?  A resposta esta na rede social profissional mais utilizada também pelos Headhunters, o Linkedin.

E como se diferenciar dos milhares de profissionais na rede Linkedin?

Mantenha seu perfil atualizado:

Atualize suas movimentações de carreira, entregas e case de sucesso, promoções recebidas, irão movimentar a sua rede, e chamar a atenção de ex-colegas e Headhunter que podem estar acompanhando a sua evolução e lembrar do seu nome para alguma vaga alinhada a sua competência. Lembrar do Linkedin apenas em momento de desemprego é um erro bem frequente.

Foto no perfil:

Insira uma foto em seu perfil e faça uma escolha criteriosa, que transmita uma imagem mais profissional, essa é sempre a melhor estratégia.

Idiomas:

Informações básicas como fluência no idioma Inglês muitas vezes são negligenciadas, ter o perfil em ambos os idiomas se torna interessante principalmente se tiver mobilidade internacional.

Recorra a um profissional especializado para realizar a tradução de seu currículo, especialistas deixarão seu perfil mais atrativo, utilizando uma linguagem mais apropriada para um bom currículo.  

Ah não se esqueça do português, se atenha para não cometer erros gramaticais, invista alguns minutos para a revisão gramatical, erros podem acontecer, esteja alerta.

Telefone de contato:

Muito se discute sobre incluir telefones de contatos e e-mail no perfil do Linkedin, mas há como não deixar informações sensíveis como estas, aberta a toda a rede, sua privacidade poderá ser mantida a apenas a sua rede de contatos. Lembre-se de atualizar seus contatos, caso tenha alterado seu numero de celular e consulte sempre sua caixa de mensagem e e-mails, pois uma oportunidade poderá ser perdida. E-mails somente os pessoais, evite usar e-mails da empresa.

Interação:

Mostre-se aberto às trocas na rede, e principalmente aberto a ouvir propostas, não se feche a uma conversa com Headhunters, mesmo que esteja bem na empresa, ouça o que o mercado tem para lhe oferecer.

Rejeitar uma conversa poderá fechar portas para oportunidade futuras, ou até mesmo a chance de ter concorrido a uma posição atrativa para a sua carreira profissional.

Outro aspecto interessante é que poderá acompanhar a tendência e exigências do mercado no quesito qualificações solicitadas. Será um bom termômetro também para medir a sua empregabilidade.

Compartilhe:

Compartilhar conteúdo relevante em sua área de formação, evitando se posicionar em todos os assuntos polêmicos que não estão relacionados a sua área de competência. Não haja com superficialidade, tenha propriedade no assunto e contribua para o enriquecimento e trocas. Linkedin não é Facebook.

Estas são algumas sugestões para manter-se em evidencia no Linkedin e de quebra na mira dos Headhunters.

Gostou do Post? Compartilhe e divulgue para seus amigos.